TCU vê “fraude generalizada” em programa executado nos governos Cássio e Maranhão

O jornalista Cláudio Humberto, do blog Diário do Poder, publicou nota nesta quarta-feira (22), informando que o Tribunal de Contas da União (TCU) endossou decisão do ministro Bruno Dantas, apontando que o programa Leite da Paraíba sofre “fraude generalizada” entre os anos de 2005 e 2010, período em que o Estado foi comandado pelos ex-governadores Cássio Cunha Lima (PSDB) e José Maranhão (PMDB).

As irregularidades apontadas pelo TCU são as mais diversas e perversas possíveis: produtores que sequer tinham vacas, leite misturado com água e com adição de soda cáustica, produto armazenado de forma inadequada, etc. As informações são do blog do jornalista Marcos Wéric.

Não merecem outro destino senão a cadeia os responsáveis pelo programa “Leite da Paraíba”, do governo estadual, que distribuía 120 mil litros do produto por dia para bebês, gestantes e idosos. O ministro Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União, verificou: o programa era uma “fraude generalizada”.

Os produtores nem sequer tinham vacas, metade do “leite” era água e com adição até de soda cáustica. O TCU endossou a decisão do ministro de condenar os envolvidos a devolver o dinheiro surrupiado e aplicou multas que totalizam R$3 milhões. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Entre as fraudes do programa do governo da Paraíba, a embalagem do leite que, além de “batizado”, tinha volume inferior ao contratado.

A Operação Almateia, da Polícia Federal e do Ministério Público Federal, investigaram as fraudes constatadas pelo TCU.

Os responsáveis pelo programa simulavam o recebimento de leite que não existia, fornecido por produtores igualmente fantasmas.

Fonte: Paraíba Já

Tags: TCU, Cássio Cunha Lima, Zé Maranhão, Fraude, Política - PB



Comentários

Brasil

Mais Notícias

Paraíba

Mais Notícias

Municípios

Mais Notícias

Policial

Mais Notícias

Saúde - PB

Mais Notícias