Ministério Público recomenda que prefeito de Nova Floresta exonere sogra

O prefeito da cidade de Nova Floresta, Jarson Santos da Silva foi notificado pelo Ministério Público da Paraíba, para exonerar sua sogra do cargo de chefe de gabinete. A recomendação vem após denúncia de nepostismo contra o prefeito.

Jarson da Silva tem 10 dias para informar a Promotoria sobre o cumprimento ou não da recomendação. Caso se negue a exonerar sua sogra, o prefeito pode responder por improbidade administrativa e reclamação junto ao STF.

O promotor do MPPB, Eduardo de Freitas Torres, entende que a atual chefe de gabinete é parente em primeiro grau por afinidade de Jarson Santos da Silva.

“A prática do nepotismo é contrária aos princípios da moralidade, da impessoalidade, da isonomia e da eficiência não só no âmbito do Poder Judiciário, mas de toda a administração pública, não se podendo excluir da vedação imposta pelo Supremo Tribunal Federal os Poderes Legislativo e Executivo”, declarou o promotor.

Fonte: clickpb

Tags: MP - PB, Nepotismo, Nova Floresta - PB, Municípios



Comentários

Brasil

Mais Notícias

Paraíba

Mais Notícias

Municípios

Mais Notícias

Policial

Mais Notícias

Saúde - PB

Mais Notícias